domingo, 4 de outubro de 2009

Socorro...





























Seria apenas um grito
Ou mesmo um alarme
Contrastando com o silêncio
Oco deste dia sem sol
Rasgaria o espaço
Romperia a alma fria
Onde já não mora a calma.

Seria apenas um brado
Onde o som se faria calmo
Como a crua realidade
Onde o espaço se encheria
Ruminando triste a imensidão do tempo
Rompendo o pranto
Ora já tão envelhecido

Será sempre um pedido desesperado
Onírico, estranho, desafinado
Como o gemido de um animal acuado
Olhando em volta uma saída
Reagir, quem sabe resolvesse?
Derrubar as barreiras deste gelo seco
Onde a cada instante desfigura a forma.

Dilean de Bragança

25 comentários:

Ni ... disse...

Que bom le-la novamente...!!
Estava com saudade de ti...

Beijo e mais beijos

Sonia Regly disse...

Dilean,

Estava visitando os posts antigos e te reencontrei.Te convido a retornar ao Compartilhando as Letras,coloquei excelentes posts novos lá.Estou com saudades de vc.Como vai? Já voltou a ativa??Beijão


**Vou linkar seu blog para estarmos sempre em contato.

O Profeta disse...

...Às vezes uma intensa alucinação
Em que viajas pelo meu eu
Às vezes o mundo fica em espera
Da união do mar com o céu

Onde param os teus anseios
Onde encontras a sublime calma
Nestes dias de dura tormenta
Onde aqueces a tua alma?

Voa comigo...


Mágico beijo

REGGINA MOON disse...

Linda Dilean,

Agradeço muito a sua visita, pois assim também estou aki lendo seu Poema tão lindo, perfeito!!

Seria apenas um brado
Onde o som se faria calmo
Como a crua realidade
Onde o espaço se encheria
Ruminando triste a imensidão do tempo
Rompendo o pranto
Ora já tão envelhecido

Maravilhoso!

Beijos,

Reggina Moon

Priscila Bispo - disse...

Olá, querida!
É claro que sei quem te indicou meu blog, Leandro é um querido e um filho super coruja. Você já era famosa antes daqui ;)
Desde já quero dizer que fico muito feliz e honrada por ter gostado do meu pequeno e singelo 'filhinho'. Suas poesias são bem bacanas e pode apostar que estarei sempre por aqui.
Um beijo grande, volte quando quiser ao 'de ouvir dizer' e até breve!

DE-PROPOSITO disse...

Como a crua realidade
----------------
A realidade por vezes interessa desconhecê-la; isto é: por vezes é preferível a ilusão. É que assim vivemos uma felicidade 'aparente'.
---------
Fica bem.
E tudo de bom por aó.
Manuel

carmen disse...

Prazer em coahecê-la, estas surpresas são boas.
És poeta no duto, parabéns.
Sempre vou aparecer para te ver; fazes o mesmo.
abraços baianos

Menina do Rio disse...

Um grito, pois que seja ouvido, antes que se perca...

Voltastes em grande!
É sempre um prazer imenso ver-te por perto, querida!
Sempre bem vinda de novo!

Beijos

Carol Mendes disse...

Bom dia minha amiga!!!!
Feliz em ter voce de volta...
Saiba que sua visita hoje aqueceu minh'alma que tava um tanto gelida.
Deus te ilumine e abençoe sempre.
Beijokas n'alma.

Principe Encantado disse...

Amiga muito obrigado pelo carinho seu espaço é magnífico seus poemas uma beleza incomparável, adorei conhecê-lo, voltarei sempre, pode ter certeza.
Abraços forte e sucesso, vou lhe acompanhar.

O Profeta disse...

Corre assombração
Vai para outro mundo numa toada de vento
Afasta de mim este cálice
Deixa-me aprisionar a morte na vida por um momento

Deixa-me sentir com a alegria dos sentidos
Deixa-me acreditar no voo do por-do-sol
Deixa-me beijar as águas de um lago feliz
Deixa-me navegar sem rumo, perder o control



Mágico beijo

REGGINA MOON disse...

Minha querida Poetisa,

A parabenizo pelo dia de ontem, dia reservado a homenagear os nossos Poetas, que tantas maravilhas nos apresentam!
Como voce...

Um grande beijo,

Reggina Moon

Verônica disse...

Lindo poema...
seus textos são muito lindos.. adorei o blog
sempre que der estarei aqui =D
Beeeijos!

REGGINA MOON disse...

Minha querida Dilean,

Seria apenas um brado
Onde o som se faria calmo
Como a crua realidade
Onde o espaço se encheria
Ruminando triste a imensidão do tempo
Rompendo o pranto
Ora já tão envelhecido(...)

Um pedido de Socorro, um lamento solto no tempo!
Lindo demais!

Grande beijo!

Reggina Moon

Felicidade Clandestina. disse...

amei este.

*_*

Priscila Bispo - disse...

Ah, querida! Um 'muitim' de carinho acabou de ir ao seu encontro ;)
Frida é uma linda e sempre inspiradora.
Beijocas e volte sempre ao 'de ouvir dizer'!

Sonia Pallone disse...

Não existe embriaguez maior do que a alma louca de um poeta...Doces palavras, escritas com sensibilidade...Bjs minha linda e obrigada pela adorável visita ao meu Solidão de Alma, também já estou te seguindo.

Edilza disse...

Oi amiga,

Tem um selinho pra vc no meu blog. Abraço grande,

Edilza

A OCA disse...

Ó, Musa das Musas
Obrigado...
Preciso aprender mais com você!
Por enquanto, tento manter, à tua inspiração um blog
http://poeresias.blogspot.com/
bjotas!

Ari Mota disse...

Cara Poetisa

Parabéns pelos escritos.

Isidro Jesus Cedrés González disse...

Amiga, es la primera vez que te leo y creo que tu blog es ensí, el nombre que le has puesto. Un gozo para el alma y como mi alma es muy grande volveré para seguir gozando de tus letras.
Un abrazo y que tu pluma no se detenga.
Jecego.
PD.
Gracias por tu opinión sobre mi blog.

carmen disse...

Adorei tua visita, volte sempre.
Passeio agora pelo blog. Parabéns!

Um pouco de mim disse...

Obrigada kerida...;)
.... te li em alguns poemas ontem e gostei demais...você tem um coração lindo! Sempre estarei aqui, podendo te ler e aprender um pouco da vida com seus pensamentos. Beijosss e obrigada pela visita!

Leite de Pedra disse...

De fio a pavio, este poema é uma pérola.

Garret Bragança disse...

Forte! mas, sempre belo!