sexta-feira, 28 de maio de 2010

DURO INTENTO























No infinito a espera
No limbo a saudade
No canto a lágrima
Dos amores que se foram!

(Dilean De Bragança)

7 comentários:

Joni Bigoo disse...

Que bom!
Pois no limbo também há vida... E se há, há desejos inconfessos a outrem!
Bjos!

Vieira Calado disse...

E agora terá de escrever

outro poeminha,

quando ele voltar...

Bjs

Valvesta disse...

Oi gostei,estou a seguir,beijos.

REGGINA MOON disse...

Minha querida, saudades....

Grata por sua visita e seu blog continua belíssimo!!!

Saudades...esse sentimento que tantos nos faz sofrer...somente o tempo pode transformar em uma lembrança boa em nosso coração!

Grande beijo e ótima semana!

Reggina Moon

Sonhadora disse...

Minha querida
como entendo as palavras do teu poema, adorei.

bei9jinhos
Sonhadora

Marisa Vieira disse...

Dilean amada, qeu lindo, sucinto e mui belo!
beijo da marisa

BLOG DE POESIAS DO PROFEX disse...

Amores vão, amores vêm...
E da saudade fazemos versos..
Grande abraço, Dilean.