terça-feira, 5 de junho de 2012

TATUAGEM



Resolvi...

Vou tatuar uma lua

Só pra rimar com sua

E depois, colocar um mar

Só pra rimar com amar.

Se ainda achar coisa pouca

E você pensar que sou louca

Vou tatuar um coração

Só pra rimar com violão, canção...

Ahhhh...Nem precisa mais nada!

Vou me sentir amada...

Vou me sentir querida

Mesmo com as mazelas da vida

Mesmo com essa cara sua

Que me deixa como nua...

Vou continuar Tatuando

Lua...

Mar...

Coração

Calma violão...

Isso é licença poética...

Coisas da minha imaginação.

(Dilean De Bragança Quintanilha)

Em 05/06/2012 as 12:37h..Na casa da Nana.

OBS.: A quem interessar, pode copiar...só peço que os direitos autorais sejam reservados ao autor.

4 comentários:

O Profeta disse...

Um sótão cheio de lembranças
Escrevi no pó palavras sem nexo
Retirei uma cartola de uma caixa de cartão
E senti ao toque o poder da ilusão

Ilusões…
Um cavalo de pau perdido ao carrocel
Uma estola de um bicho qualquer
Uma escultura talhada a cisel

Uma foto a preto e branco
De uma mulher sem rosto
Uma janela virada para nenhum lado
Uma traquitana a imitar o sol-posto

Terno abraço

Dilean de Bragança disse...

Obgda pela linda poesia e por lembrar do meu humilde espaço poeta!
Amplexos fraternais!!

Blog Teia disse...

Olá.
Adorei seu blog, tem muito assunto interessante,parabéns.
Até mais

Pensando com Arte disse...

As decisões são de quem as toma, mais nnguém tem nada a opinar!! **

Gostei do espaço **
Pensando com Arte,
http://bllmaescritadeumcoracaoviajante.blogspot.pt/